top of page

Sou doceira Justiceira

Só sei ser inteira em tudo.

Se sou flor, ainda sou mulher.

Se faço doces, nunca maquinalmente, os faço de emoções e lágrimas.

Sou de muitas notas musicais.

De vários versos.

De chuva e de sol.

Sou doceira, mas sou gente ainda.

E amo, sinto, penso.

Sou um completo inacabado.

Sou de salto alto, sou do que gosto.

Me desmanchando

Reconstruindo.

Indo embora.

Sou doceira justiceira.

De ferro.

De aço.

Sou mulher.

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Acredite!

A arte

Comentários


bottom of page